Escolha uma Página

Nesse artigo vou dar dicas de como projetar um bom cartão de visitas e evitar surpresas desagradáveis ao receber seu projeto da gráfica

Dividi em alguns tópicos pra ficar mais simples de entender

Sobre o tamanho da fonte

Um detalhe muito importante é entender o tamanho da fonte no cartão, saber qual o menor tamanho possível ou quando o tamanho está absurdamente grande implica um layout mais agradável bem como garantir que tudo fique legível.

O menor tamanho de trabalho em meus projetos é de 7 pontos ou 6 em alguns tipos de fonte, o mínimo com legibilidade é 5 num fundo branco, mas a fonte fica muito pequena e dependendo do tipo da fonte fica ilegível.

Em fundo escuro ou muito carregado de tinta utilize um contorno de cor sólida na fonte, isso ajuda a evitar borre por excesso de tinta, a questão de carga de tinta é um ponto do próximo tópico.

Carga de tinta no papel

É comum iniciantes cometerem esse erro, o de usar a cor preto com 100% de todas as tintas (o que dá 500% de tinta num único lugar), a fim de fazer um preto bem forte, mas isso gera um grande problema na gráfica que é a carga de tinta muito alta no papel, esse excesso de tinta vai fazer o trabalho demorar mais a secar e por consequência, borrar.

Mas calma não é tão desesperador assim a ponto de ficar milimetrando a carga de tinta em todo cartão. A dica aqui é entender que se você por 100% de preto e 0% no ciano, amarelo e magenta, a impressão via sair preto, mesmo que no monitor pareça que não e quando compor cores sólidas procure não passar de 200% do total de cor, como assim? Por exemplo: se você quiser fazer um vermelho bem forte ele terá 100% de magenta e 100% de amarelo, no total, 200%. Esse valor não é uma regra e dependendo da qualidade do papel ele pode receber uma quantidade maior de tinta, apenas tenha cuidado pra não carregar de tinta e assim evitar surpresas. E claro nunca utilize o padrão RGB em projetos que irão pra gráfica

Padrão das imagens RGB ou CMYK

Em qualquer design temos a opção de desenvolver nossas peças no padrão de cor RGB e CMYK. Devemos sim utilizar os dois, mas cada um em seu respectivo projeto de acordo com a finalidade.

O padrão RGB é utilizado quando a finalidade é uma tela de luz ou .

Já o padrão CMYK deve ser utilizado quando a finalidade é o material impresso, essas são as cores padrão para projetos coloridos de todas as formas, não importa se é um cartão de visita ou outdoor de um prédio, o padrão e cores é o mesmo.

Usar CMYK em um projeto que vai pra internet ou tv vai deixar o trabalho final opaco. Enquanto que utilizar RGB em gráfica pode trazer resultados desastrosos.

Layout e organização

Cada empresa ou cliente terá sua própria visão de como deve ser seu cartão de visitas, alguns preferem um cartão bem clean com apenas a logo o nome e um contato. Outros querem por discriminado todos os seus produtos e serviços, telefone, site, e-mail, endereço, Instagram, Facebook, Youtubye, LinkedIn e outros e nenhum eles estão errados. Cabe a você, profissional, dar a melhor solução possível dentro das limitações impostas pelo cliente.

Prefira sempre utilizar o centro do cartão, dando uma margem extra além da indicada pela gráfica, evite bordas finas ou linhas paralelas ao cartão próximas a borda. A faca que corta não é 100% precisa e bordas ou linhas podem ficar perto demais da borda dando um aspecto de que algo saiu errado.

Utilize ícones pra representar palavras como site, e-mail, telefone… isso dará muito mais beleza ao seu cartão.

Por fim pesquise por de cartão que tenham um conteúdo parecido com o que você precisa aplicar, isso te dará uma ideia de como resolver o problema de organização que pode ser uma grande dor de cabeça pra muita gente

Se possível, peça ajuda à gráfica

Muitas gráficas, hoje em dia, já tem opção de fazer orçamentos online e muitas delas já oferecem um arquivo com o tamanho correto bem como as linhas de corte, sangria e segurança, se esse for o caso inicie seu projeto já com esse arquivo que lhe garantirá uma grande economia de tempo na hora de enviar o material para gráfica

Formato do material para gráfica

Isso é muito importante pra evitar que seu material fique indo e voltando, mesmo que a gráfica não exija, se possível prefira mandar seu projeto em pdf isso conserva melhor as linhas das fontes e uma melhor qualidade nelas, quando exportar em pdf para gráfica utilize sempre o padrão X1A ou o indicado pela gráfica e se a mesma já tiver te passado as orientações de como o material deve ser enviado, siga a risca.

Então é isso se gostou comente aqui embaixo.

Até a próxima.